TIRANDO O CHAPÉU: o capítulo de Guimarães Rosa para o livro coletivo Os Sete Pecados Capitais (1964) (artigo DLS)

Apesar de ser o último texto de ficção mais longo que Guimarães Rosa publicou em vida,
o conto Os Chapéus Transeuntes não recebeu praticamente atenção da crítica
especializada. Pretendemos, neste artigo, aventar uma interpretação da estória que
compreenda sua escritura como resultado da “fricção entre biografia e ficção”
(MARINHO, 2011, p. 247), demonstrando, a partir de pequenos biografemas (SOUZA,
2002), sua importância para o estudo da obra do autor mineiro.

 

Tirando o Chapéu – Revista Cenários, 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s