“Guimarães Rosa « ad immortalitatem » : a morte e a imortalidade em « O Verbo & o Logos »” (artigo DLS)

Resumo: O discurso de posse de Guimarães Rosa na Academia Brasileira de Letras é ainda um texto pouco estudado. Enigmático e especular, nele vive a arte rosiana de falar de si mesmo falando de um outro. As pessoas citadas em sua fala, e especialmente o modo por que morreram, poderiam guardar senhas para um mistério ainda maior? No mais, o fato de se tornar um imortal no momento de ocupar uma cadeira na Academia justificaria o medo que Rosa tinha de morrer?

Palavras-chave : João Guimarães Rosa, « Discurso de Posse », Academia Brasileira de Letras, Morte.

(escrito em parceria com Fernanda Vilar e publicado na Revista Nonada, v. 2, n. 29, 2017)

artigo original em francês

artigo em português (tradução caseira)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s